Arquitetura paisagística: dicas para criar espaços verdes incríveis e aconchegantes

Unir bem-estar e decoração por meio da harmonia de elementos da natureza: este é um dos inúmeros benefícios que o paisagismo confere aos projetos arquitetônicos. A presença do verde sempre traz frescor e aconchego, além de facilitar a convivência num espaço colorido e repleto de memórias afetivas.

Na arquitetura paisagística não importa o tamanho dos ambientes, é sempre possível torná-los mais agradáveis com a presença das plantas adequadas. “O paisagismo é muito mais importante como recurso de aconchego e possibilidade de humanização dos espaços do que como algo estético”, destaca o arquiteto e urbanista mineiro, Júnior Piacesi, fundador da Piacesi Arquitetos Associados.

Neste artigo, a Piacesi contribui com dicas simples e acessíveis para ajudar a compreender as funções das áreas verdes nas residências ou ambientes corporativos.

Continue a leitura do conteúdo e confira.

Combine o tipo de planta com o lugar adequado

Trazer o verde para os ambientes requer atenção e sensibilidade. Inicialmente deve-se pensar nos tipos ideais considerando os cuidados necessários, estilo de vida dos clientes e quais serão os locais que receberão as espécies.

Concluída a combinação e a escolha do lugar correto, cuidados como adubação e irrigação periódicas são fatores primordiais para a sobrevivência das plantas.

Fazer com que o verde natural seja o protagonista da decoração é desafiador, mas com delicadeza tudo pode ser resolvido de maneira simples e sem grandes investimentos.

Tenha uma horta em casa

Além de enriquecer a decoração da cozinha e varandas, ter   temperos ou hortaliças livre de agrotóxicos virou estilo de vida e terapia para muita gente.

Essa prática comum para quem mora no campo, se tornou privilégio para quem mora nas grandes metrópoles.

Por meio de ideias simples e baratas, fica mais fácil cultivar plantas medicinais, temperos e até frutas nos mais variados recipientes e espaços.

Para viabilizar o cultivo, basta ter luminosidade natural, ventilação e escolher espécies fáceis de cuidar, como manjericão, salsa, cebolinha, orégano, alecrim, hortelã, entre outras. Além disso é importante observar o local onde as plantas serão abrigadas para obter bons resultados.

Aposte nas mini selvas

No Brasil e no mundo, as pessoas estão em casa devido à pandemia do novo coronavírus e, com isso, aumenta a necessidade de ter ambientes mais naturais e, ao mesmo tempo, charmosos.

É nesse ponto que surge a ideia de cultivar mini selvas em vasos, que podem ser espalhados pela casa ou apartamento dando um toque de requinte a mais para a decoração do lar.

Mini selvas são a mistura de vários tipos de plantas, mas é fundamental verificar as espécies que combinam entre si e as necessidades de manutenção.

Algumas pessoas preferem plantas que possuem um porte um pouco maior, como a jabuticabeira ou jasmim manga, que são mais conhecidas e utilizadas. Antes de fazer a opção, não se esqueça de estudar a insolação, bem como o tipo e local corretos para que a espécie tenha o seu desenvolvimento adequado.

Nos locais onde o clima é árido, também é possível melhorar a qualidade de vida por meio de controle da temperatura, considerando que a presença das plantas deixa os ambientes mais frescos.

 Certamente, ao levar a flora para sua casa, seu lar ficará mais cheio de vida. O verde é um ótimo filtro de energia e possui capacidade de deixar qualquer ambiente mais leve e agradável.

Economize espaço e tempo com um jardim vertical

Tendência atual da decoração e adaptável em ambientes de vários tamanhos, os jardins verticais internos e externos podem ser considerados como um recurso mais tecnológico.

Por meio de vasos partidos ao meio, é possível criar uma grande, média ou pequena parede verde em casa e ainda automatizar o cuidado com as espécies.

Recomenda-se os jardins verticais para espaços com clima árido e para quem não deseja gastar muito tempo para mantê-los saudáveis.

Para fazer com que as plantas fiquem sempre bonitas, basta instalar um temporizador e automaticamente elas serão irrigadas diretamente no local.

O paisagismo nos projetos da Piacesi Arquitetos Associados

Nos projetos pensados pelo escritório, pelo menos uma Filodendro Brasil (popularmente conhecida como jiboia) caindo numa estante ou uma costela-de-adão em um vaso, que são de baixo custo e de fácil cuidado, são indicadas. As plantas artificiais são pouco recomendadas, já que imitam as naturais, mas só trazem o estético.

Orquídeas ou plantas que dão flores durante o ano também podem ser sugeridas para trazer mais poesia para um cantinho especial da casa ou espaço corporativo.

Em parceria com os melhores paisagistas, os projetos da Piacesi são sustentáveis, funcionais e traduzidos no melhor conceito para cada cliente.

Diante das informações e dicas expostas neste artigo, a Piacesi Arquitetos Associados reitera que a escolha das plantas é imprescindível para melhorar a conexão com a natureza e deixar o lar mais bonito.

Gostou das discas? Quer saber mais sobre técnicas de paisagismo ou outras informações relevantes no universo da arquitetura e decoração? Entre em contato com a Piacesi Arquitetos Associados pelo telefone (31) 3227-7861.

Apartamento EL